Arquivo da categoria: Harry Potter

JK Rowling desenhou, e a gente amou

Depois de tantos anos sendo ~fã xiita~ de Harry Potter (amo/adoro essa expressão!), é difícil encontrar algo que eu já não tenha visto. Então eu sempre fico mega ultra feliz quando descubro uma novidade, uma coisa que eu não sabia que existia, principalmente 6 anos depois do fim da publicação dos livros, e mais de 2 anos depois do último filme. Eu vinha preenchendo o meu “tempo ocioso de Potter” com o Pottermore, e é claro que eu fiquei em estado de festa quando foi anunciada a pré-produção do filme inspirado no livro Animais Fantásticos e Onde Habitam, principalmente porque a J.K. Rowling será uma das produtoras (pulinhos de alegria).

E o post de hoje não é sobre ela, mas é sobre um desenho que ela fez, em 1999. Eu tinha que compartilhar com vocês essa fofura:

desenhado e assinado por J.K. Rowling em 1999

desenhado e assinado por J.K. Rowling em 1999

Sem brincadeira: meus olhos ficaram cheios de lágrimas quando eu vi esse desenho. Pensar que a própria tia Jo (esse é o meu jeitinho íntimo/carinhoso de chamar a criadora/autora do meu universo fantástico favorito) desenhou os personagens, colocando no papel como ela via cada um deles quando escrevia as histórias, foi emoção demais pra mim. É muito amor em um desenho só!

O Harry abraçando o Dobby, cara. Tears.

WB Studio Tour London – The Making of Harry Potter

Vocês ainda já sabem que eu sou muito muito muito apaixonada/alucinada/viciada no universo mágico criado por J.K. Rowling. Se deixar, eu respiro Harry Potter. Meu olho brilha de um jeito único quando converso sobre o assunto, meu coração bate mais forte quando (re)leio os livros, e não dá pra conter uma lágrima no canto do olho quando lembro que não tem mais livro novo.

Quando eu fui ano passado passar um mês em Londres pra estudar na King’s College, o motivo mais premente da minha ida não era mesmo estudar. Além de tornar prioridade uma ida à estação de King’s Cross, eu queria mesmo visitar o WB Studio Tour London – The Making of Harry Potter, que tinha sido aberto em março daquele ano.

389004_4236592831547_1199830069_n

primeira foto e a pessoa já tava chorando. pois é.

Eu lembro que, quando anunciaram que os estúdios Leavesden seriam abertos para visitação, eu sentei pra conversar com os meus pais sobre a minha necessidade de ir pra Londres, nem que fosse por um final de semana, só pra poder ir lá. Eu simplesmente tinha que ir. Era sonho que tinha que ser realizado, e eu não aguentaria esperar muito tempo. Ainda bem que eles são bonzinhos e falaram que eu devia procurar um curso afim à minha área de estudo pra poder ficar lá mais tempo (ou seja: ainda tem muita pauta de Londres para geeks – e não geeks também, oras, sem preconceitos – pra entrar por aqui).

Assim que a minha viagem foi confirmada, comprei o ingresso pra visita. Eu ia sozinha, mas, who cares?!, eu ia pra Leavesden!! Os ingressos devem ser comprados online (eles não vendem ingresso lá na hora mesmo! E não há jeitinho brasileiro que mude isso), e incluem um audio guide que ajuda bastante no passeio; também tem a opção de comprar logo o souvenir guide com o ingresso, que sai mais barato do que comprar na lojinha (lógico que eu comprei, né).

169630_4182045907908_1737838613_o

A experiência é muito emocionante pra quem acompanhou os livros/filmes, porque (quase) todos os cenários/sets estão lá, muitos (mas muitos mesmo! Perdi a conta!) dos objetos usados e muitas das roupas usadas nas filmagens (do primeiro ao último uniforme da Grifinória), e também vários segredos cinematográficos referentes aos efeitos especiais são revelados!

Great Hall

Great Hall

~selfie~ no Mirror of Erised

~selfie~ no Mirror of Erised

panorâmica da área onde ficam sets, props, e efeitos especiais

panorâmica da área onde ficam sets, props, e efeitos especiais

Eu não sei nem explicar a emoção que eu senti; talvez eu precise de alguns anos pra processar todo o amor e a alegria que eu senti naquela sexta feira fria e chuvosa. Tudo estava lá: o majestoso Great Hall, a Gryffindor Common Room, The Burrow, o Ministério da Magia, o escritório de Albus Dumbledore, o Beco Diagonal, a sala de Poções, … muitos propscostumes, e varinhas; maquiagem, perucas, figurinos; Privet Drive n.4, Knightbus, Potter’s Cottage, Ford Anglia; modelos em miniatura de diversos cenários, e, ao final de tudo, um modelo em escala – simplesmente enorme, mas não o suficiente pra entrarmos nele – do Castelo de Hogwarts e suas adjacências. O modelo do Castelo é uma das coisas mais lindas e perfeitas que eu já vi na  minha vida.

S2 The Burrow S2

S2 The Burrow S2

dormitório dos meninos da Grifinória

dormitório dos meninos da Grifinória

Gryffindor Common Room

Gryffindor Common Room

sala de aula de Poções

sala de aula de Poções

escritório de Albus Dumbledore (super cheio)

escritório de Albus Dumbledore (super cheio)

Malfoy Manor set

Malfoy Manor set

as lareiras do Ministério da Magia

as lareiras do Ministério da Magia

the Knightbus

the Knightbus

4 Privet Drive

4 Privet Drive

Gringotts!

o Beco Diagonal (o meu set favorito)

o Beco Diagonal (o meu set favorito)

Weasleys Wizard Wheezes!

Já tinha me emocionado em diversos momentos do meu passeio, mas nada foi tão incrível quanto ver Hogwarts tão majestosa na minha frente; chorei, chorei muito. E acho que a emoção foi potencializada porque, ao entrar nessa sala, estava tocando “Leaving Hogwarts” – que, coincidentemente, foi a última música usada num filme Harry Potter.

290022_4183393141588_115466248_o

"The stories we love best do live in us forever, so whether you come back by page or by the big screen, Hogwarts will always be there to welcome you home." -- JK Rowling, 07/07/2011

“The stories we love best do live in us forever, so whether you come back by page or by the big screen, Hogwarts will always be there to welcome you home.”
— JK Rowling, 07/07/2011

Eu acho que não sou capaz de put down in words o que eu senti; o que eu estou sentindo só de lembrar daquele dia maravilhoso. Só sei que recomenda-se passar 3 horas no WB Studio Tour, e eu passei quase 7 horas lá.

Eu imagino que até pessoas que não sejam tão fãs de Harry Potter vão acabar se divertindo bastante também, mas, desse ponto de vista, eu não tenho experiência. Pra mim, foi absolutamente encantador, e eu me arrependi muito de não ter marcado ingressos pra mais dias, pra poder passear mais por lá e tomar mais Butterbeer (sim! Lá também tem Butterbeer! Fiquei desesperada, porque eu amo Butterbeer, eu tenho abstinência de Butterbeer, e foi ótimo poder tomar Butterbeer em Leavesden).

felicidade define :D

felicidade define 😀

No site onde se pode comprar ingressos tem todas as indicações de como chegar: eu peguei o metrô na Waterloo Station até Euston, e de Euston fui pra Watford Junction, onde há um shuttle que leva até os estúdios, e também traz de volta pra Watford Juncion.

É legal ficar atento à programação no WB Studio Tour London, já que eles tem feito comemorações e eventos especiais de acordo com a época. Outro dia recebi um email promocional da Warner Bros. sobre o período do Natal, que eles chamam de “Hogwarts in the snow”, que vai contar com decorações especiais no Great Hall e em outros sets e, é claro, muita neve em torno do modelo do Castelo de Hogwarts. É claro que eu fiquei doida pra ir, né, mas com a libra cara do jeito que tá, vou ter que esperar outra oportunidade.

Hogwarts in the Snow (foto promocional da Warner)

Hogwarts in the Snow (foto promocional da Warner)

Então, #partiuhogwarts?

quem fez isso merece um prêmio

IMG_7097

 

Apenas uma palavra: GENIOUS.

mais um post sobre amor e Harry Potter

como o título já diz, esse é mais um post sobre Harry Potter.

acontece que hoje completam-se 6 anos do lançamento de Harry Potter and the Deathly Hallows. ou seja: 6 anos desde que li pela última vez linhas inéditas sobre o mundo que me fascina, me alucina, me faz cometer loucuras.

6 anos se passaram sem uma linha nova (mentira, teve um dia que a tia Jo soltou uma folha frente e verso escritas sobre uma aventura de Sirius e James na juventude) sobre esse universo, e o meu amor pela história só cresce.

aqueles boatos de livros novos ficaram mesmo só nos boatos. o que é novidade é que tia Jo lançou em abril/2013 um livro com um pseudônimo e ninguém sabia disso até semana passada. quer dizer, já tô pirando querendo ler.

é muito amor, Brasil. e é muita saudade. é muita vontade de ler coisas novas dentro desse universo que me acompanha há tantos anos. é muita saudade de abraçar as aventuras de Harry, Ron e Hermione. é muita vontade de saber do Neville, do Fred e do George. é muita saudade de ver novidade.

é muita vontade de ver a tia Jo (ainda não desisti! se não deu pra encontrá-la em Edinburgh ano passado, a oportunidade há de vir!) e agradecer pela história maravilhosa que ela inventou e que me deixa tão feliz, que me causa um misto de emoções que nem sei explicar.

ai, Harry.

vem mais Harry Potter por aí?

Nesta semana surgiram alguns boatos sobre um novo Harry Potter – ou dois, como noticiado pelo USA Today. Estaria mesmo tia Jo Rowling escrevendo novos livros sobre o meu universo favorito??

Claro que estou nervosa e apreensiva com esta notícia. Será verdade??

A não ser que tia Jo publique algo em seu Twitter ou site oficial, não acreditarei; até ter certeza de que poderei ter livro(s) novo(s) em mãos, vou tentar manter a calma e controlar a ansiedade.

Ah, mas que seria maravilhoso… Isso seria!!

Pirando. Porque isso não é nada pequeno!

sabedoria Rowling

Que eu sou fã incondicional de Harry Potter, todo mundo já sabe. Mas ser fã de Harry Potter me levou a me tornar fã da autora de Harry Potter, a Joanne Rowling, aka tia Jo.

E eu sou fã dela desde que ganhei a biografia dela, no meu aniversário de 13 anos. Foi descobrindo um pouco mais da vida da tia Jo que eu me tornei mais fã ainda dela e da série que ela escreveu. Não vou ficar aqui, agora, contando da vida dela pra vocês, mas logo logo – eu acho – vocês vão entender o porquê de tamanha admiração.

De vez em quando (ok, sempre), eu descubro alguma coisa que a tia Jo escreveu e/ou disse e que posso trazer pra minha vida.

Hoje, curiosamente, eu comecei o dia postando no instagram uma imagem contendo uma das muitas frases de sabedoria que a tia Jo escreveu em um dos livros de Harry Potter. E, agora, na minha última olhadinha na internet antes de dormir, descobri esse discurso que a tia Jo fez para a classe que se formou em Harvard no ano de 2008.

Pra quem quiser – e pra mim mesma, em futura consulta – ler o texto do discurso na íntegra, o link é este aqui. Reproduzo aqui apenas um trecho, no seu original, seguido de uma versão em português, pra que #reflitamos nesta noite de quinta feira:

So given a Time Turner, I would tell my 21-year-old self that personal happiness lies in knowing that life is not a check-list of acquisition or achievement. Your qualifications, your CV, are not your life, though you will meet many people of my age and older who confuse the two. Life is difficult, and complicated, and beyond anyone’s total control, and the humility to know that will enable you to survive its vicissitudes.

TRADUÇÃO LIVRE: Se me dessem um Vira-Tempo, eu diria ao meu eu de 21 anos que a felicidade pessoal está em saber que a vida não é uma checklist de aquisições ou realizações. As suas qualificações, o seu currículo, não são a sua vida, embora vocês conhecerão muitas pessoas da minha idade e mais velhas que confundem as duas coisas. A vida é difícil, e complicada, e além do total controle de qualquer um, e a humildade de saber isso irá capacitar-lhes para sobreviver às suas inconstâncias.

Essa mulher, minha gente, me ensinou – e me ensina – muita coisa muito importante pra minha vida. E é incrível como eu descubro mais e mais motivos para amá-la e admirá-la em momentos cirúrgicos da minha vida.

o dia em que eu recebi uma carta da JK Rowling

desde que eu me lembre, eu sempre tive vontade de escrever uma carta para a JK Rowling. ao mesmo tempo em que tinha essa vontade de compartilhar com a minha autora preferida um bocadinho dos meus pensamentos e da alegria que ela trouxe pra minha vida, eu me repreendia, porque achava que ela nunca leria a minha carta.

até que eu pensei que jan/2012 seria a última vez em um longo tempo que eu iria ao Wizarding World, e eu resolvi aproveitar a oportunidade pra mandar uma cartinha de lá de Hogsmeade pra ela, com direito a papel de carta de coruja, carimbos de Hogsmeade, e tudo o que tinha direito. a minha esperança de que ela lesse a minha carta era muito pequena, porque eu sei que ela recebe milhões de cartas, e, enfim, filhos, marido, casa, etc, ser tia Jo Rowling não deve ser nada fácil.

só que ela leu.

e respondeu.

!!!

hoje, eu recebi uma carta da JK Rowling.

e pouco me importa que seja uma carta padrão: se eu recebi essa carta, é porque a tia Jo tirou um tempinho da vida dela pra ler o que eu escrevi, e me mandou, by owl post (!!!), uma resposta carinhosa, com meu nome e tudo! e assinada por ela!

eu não consigo nem descrever o que estou sentindo nesse momento. quando o envelope chegou às minhas mãos, achei que fosse alguma carta da King’s College. ao abrir, a surpresa de receber uma carta da tia Jo me fez gritar, chorar, pular, sorrir, tudo ao mesmo tempo.

o dia 18 de outubro de 2012 será para sempre lembrado como O Dia em que Eu Recebi uma Carta da JK Rowling. e isso não é nada pequeno!