Arquivo do mês: dezembro 2013

abraçaço!

Nessa noite de ano novo, um abraçaço desses pra todos!

E eu explico o porquê:

IMG_7122

Anúncios

feliz Natal!!

Pra todo mundo que lê as minhas linhas tortas (e pra quem não lê também!), eu desejo que possa manter vivo em seu coração o espírito do Natal durante todo o ano!

E que a gente não se esqueça do aniversariante do dia:

as minhas descobertas de beauté de 2013

Em 2013, eu tomei coragem de experimentar muita coisa que ainda não tinha entrado na minha rotina de beauté – fosse por falta de oportunidade, ou porque eu achava caro mesmo. Isso acabou resultando em novas descobertas de muita coisa bacana, que definitivamente mudaram a minha vida e a minha rotina de cuidados, sem me tomar muito tempo.

01

faltou o Fine One One da Benefit nessa foto xD (#falhanossa)

Da Nivea: Milk hidratante para o banho

nivea

  • hidratante para o banho Milk: Eu sempre fui fã dos cremes da Nivea. Acho que eles hidratam bem, são cheirosos, e tem uma textura boa. Mas a preguiça sempre me fez “esquecer” de passar hidratante com a devida frequência. Quando vi esse hidratante para ser usado no banho, achei a grande revolução do ano! Depois de me lavar, eu passo o hidratante, e enxáguo antes de sair do banho. É como se fosse passar sabonete mais uma vez! E a pele fica bem macia mesmo. Minha dermatologista ficaria orgulhosa!

Da Benefit: Speed Brow, Fine One One, the POREfessional, e Fake Up

benefit

  • máscara de sobrancelhas Speed Brow: Esse gel de tom natural para sobrancelhas tem sido a minha salvação! A vida inteira eu tentei corrigir os pelinhos da minha sobrancelha com óleo de amêndoa e mais um milhão de coisas da “sabedoria de família”, mas nada resolvia. Tem uns pelinhos na minha sobrancelha que são muito teimosos e sempre crescem pro lado errado, e o Speed Brow tem colocado eles no lugar desde que comecei a usar.
  • blush Fine One OneTem um amigo meu que se refere a esse blush como “pintura de índio”, pela forma como ele se aplica! As três cores, escolhidas para dar destaque, contorno e cor ao rosto (e também aos lábios!), vem em bastão, e a aplicação absurdamente fácil salvam a palidez do dia a dia sem me tomar mais do que 30 segundos pra passar. 
  • primer The POREfessional: Sabe aqueles dias que você acorda com cara de cansada, mas tem um montão de coisas pra fazer e não pode dormir o tempo todo? E aí te falta tempo de ~passar reboco na cara~ e você não sabe o que fazer pra ficar menos horrenda? O POREfessional resolve esse problema em dois tempos. A textura é super leve, e ele é super fácil de aplicar. O resultado é uma pele de bebê, com jeito de princesa que dormiu super bem de noite.
  • corretivo Fake Up: Eu nunca me dei bem com corretivos na vida. Sempre acabava deixando as olheiras aparentes porque não sabia usar um corretivo sem deixar com aparência “craquelada”. Até que eu experimentei esse Fake Up da Benefit e fiquei impressionada: ele não só cobre perfeitamente as olheiras, como também trata a região dos olhos, hidratando a pele e diminuindo estes sinais. Mesmo que as minhas olheiras ainda fiquem razoavelmente acentuadas porque são sinais de alergia, o Fake Up corrige muito bem, e é super fácil de aplicar.

Da Carmex: healing cream

carmex

  • healing cream: eu amo Carmex num grau que vocês nem calculam. Sempre que vou pros EUA, faço estoque dos balms! Aí, em janeiro desse ano, quando tava renovando o estoque, vi umas embalagens promocionais dos balms com esse healing cream, e resolvi testar. Me arrependi de não ter trazido mais! Ele é ótimo, e um ótimo substituto pro Neutrogena. Essa embalagem é pequenininha e é ótima pra deixar na bolsa – ou até mesmo no bolso.

Da Granado: creme para mãos e desodorante em spray para os pés

granado

  • creme para as mãos: minhas mãos são muito muito secas, mas eu sempre tive nervoso de passar creme e ficar com a mão melecada. O único que não me deixava com essa sensação era um da Neutrogena que eu comprei em Londres, mas o meu estoque acabou. Não fiquei órfã de creme porque descobri o Carmex Healing Cream (vou falar dele mais abaixo!) e também esse da Granado, que tem uma textura deliciosa e hidrata muito bem as mãos!!
  • desodorante em spray para os pés: Eu tenho PÂNICO de xulé. Nunca tive, e nem quero ter! Eu lembro da época do ballet, quando era pequena, e algumas meninas tinham xulé, e era um horror na hora de tirar o tênis pra colocar as sapatilhas, e vice versa. Já tinha vergonha alheia por causa disso quando tinha meus 4 ou 5 anos! Por isso que eu sempre usei talco em pó da Granado! Mas, esse ano, como comecei a ficar mais tempo em Brasília, percebi que a minha pele ficava muito ressecada com o talco em pó. Descobri o desodorante antisséptico em spray para os pés, também da Granado, e foi a solução para prevenção do xulé sem sacrificar a minha pele. Ele é geladinho gostoso demais, e deixa o pé muito cheiroso!

Da TRESemmé: Split Remedy

tresemmé

  • spray para pentear Split Remedy: Vocês não fazem ideia do quanto o meu cabelo fica embaraçado. Era uma dor danada pra pentear e deixar ele direitinho, porque, ao longo do dia, eu amarro, solto, prendo, uso arco, grampo, etc, e aí ele fica igual um ninho (#exageros)! Mas esse spray me ajuda a pentear o meu cabelo sentindo menos dor – e ainda deixa super cheiroso. De quebra, ainda ajuda a prevenir fios quebrados.

Do Lee Stafford: máscara Hair Growth Treatment e finalizador Blow Dry Your Hair Faster Wonder Spray

lee stafford

  • máscara Hair Growth Treatment: Comecei a usar essa máscara para “fazer o cabelo crescer” em outubro, e já estou no segundo pote. Quando li sobre ela, achei que não fosse possível, mas o cabelo realmente cresce mais e mais rápido. Eu não tenho muita paciência pra cuidar do meu cabelo, mas tava querendo testar algum jeito de fazer ele crescer mais pra que eu perdesse um pouco do medo de cortar. E essa máscara é bem prática: eu lavo o cabelo, passo a máscara e, enquanto lavo o resto do corpo no banho, ela vai fazendo efeito. Tecnicamente, eu deveria esperar 5 minutos até enxaguar e passar o condicionador, mas nem sempre eu tenho paciência. Mesmo assim, tô vendo o resultado, e o meu cabelo tá crescendo bem mais rápido.
  • finalizador Blow Dry Your Hair Faster  Wonder Spray: Depois do sucesso da máscara para “fazer o cabelo crescer”, descobri esse spray da mesma marca, e resolvi investir pra testar. Deus sabe o quanto eu detesto secador de cabelo! Mas não é sempre que dá pra deixar meu cabelo secar ao natural – por exemplo, quando tá frio ou tá chovendo, porque eu não quero pegar pneumonia – e aí eu preciso enfrentar o secador. Esse spray realmente diminui o tempo pra secar, e ainda facilita o processo de pentear!

Da 2beauty: Solução Higienizadora de Pincéis

marina

  • Solução Higienizadora de PincéisAtire a primeira pedra quem nunca teve preguiça de limpar os pincéis?! Eu tenho, e muita! Mas desde que comprei essa solução inventada pela Marina do 2beauty, minha vida mudou. De vez em quando (ok, bem menos do que eu devia) eu dou uma geral nos pincéis de maquiagem e eles ficam super hiper mega ultra limpinhos, sem muito esforço!

O melhor de tudo é que dá pra achar a maioria desses produtos em farmácias pelo Brasil, ou na Sephora!

Imagem

um pouco melhor

leave everything a little better than you found it

te quiero, Cuba

Semana passada eu fiquei sumida do universo ~das internê~ por um excelente motivo: tirei mini férias para explorar La Habana e aproveitar alguns dias ensolarados em Varadero. Foi um excelente presente de aniversário que eu ganhei, realizando o sonho de conhecer a ilha que guarda tanta história e tem tanto para se descobrir!

hasta siempre, Comandante

É até difícil descrever a experiência que eu tive em Cuba; ao mesmo tempo em que guarda diferenças absurdas de todos os lugares por onde já passei, é incrivelmente familiar. No primeiro dia em Havana, já me sentia muito em casa, como se estivesse andando pelas ruas de Niterói ou do Rio. Sim, é diferente; mas, ao mesmo tempo, é muito igual.

CUC

A primeira dica importante para viajar para Cuba é a seguinte: leve Euros. A vantagem na conversão em relação aos dólares é absurda. Na nossa conversão, 1 Euro comprava 1,31 CUC (1 CUC +- R$2,33, parecido com o dólar), ao passo que 1 dólar comprava 0,60 CUC.

Quando chegamos ao Hotel Habana Libre, onde ficaríamos hospedados, almoçamos em um dos restaurantes de lá mesmo. Acontece que, além de mortos de fome, o quarto ainda não estava liberado quando chegamos, então a solução foi esperar o check in comendo. O restaurante escolhido foi o El Bodegón, que tem um menu executivo (uma entrada, um prato principal, a sobremesa, e uma bebida) por 15 pesos. Comida gostosa e atendimento cordial.

casa del habano

Saímos para explorar Havana e a primeira parada foi La Casa del Habano – porque, né, charutos. Eles tem uma seleção excelente de todas as melhores marcas de charutos, e ainda contam com alguns funcionários que ~enrolam~ na hora. Esses eram os melhores, porque atendiam precisamente ao que o cliente queria.

habano

Aliás, sobre charutos: fomos abordados diversas vezes nos mais diversos lugares para comprarmos “charutos mais baratos” do que os vendidos nas fábricas. Cuidado com isso! Esses charutos são todos ~falsificados~. É preferível comprar um artesanal em uma casa de charutos do que um Cohiba ou um Romeo y Julieta falsificado.

camarada Hemingway

Depois fomos para o El Floridita, restaurante-bar famoso pelo favoritismo de Ernest Hemingway. Tinha um grupo tocando ao vivo, e tomamos bons drinks cubanos ouvindo bons boleros.

piña colada

sim, nosso pequeno grupinho tinha a ilustre presença de um baby muito fofo, que apareceu sorrateiramente nessa foto da piña colada do Floridita.

O segundo dia em Havana – o primeiro inteiro – começou com um passeio a pé até o Malecón, que é tipo o calçadão de Copacabana deles, só que sem os quiosques, mas com muitos cubanos abordando os turistas, tentando levá-los para “diversões” e tentar, com isso, arrancar alguns trocados de CUC (1 CUC = +- 23 moeda nacional). A gente sente no ar que o fim do regime se aproxima.

11

No Malecón, estão erguidos vários monumentos a heróis cubanos: General Máximo Gomes, Antonio Maceo, General Calixto García, e também José Martí. É também por ali que fica o Castillo de la Real Fuerza, o Castillo de San Salvador de la Punta, o Torreón de San Lázaro, e o Hotel Nacional.

o Hotel Nacional, visto do Malecón

Dali, seguimos, ainda a pé, por Vedado até Habana Vieja, onde escolhemos almoçar no Hotel Inglaterra – que fica em frente a uma agradável praça. Durante o almoço, muitos cubanos nos interpelaram pela varanda do restaurante em busca de alguns CUCs. Sim, isso é muito comum lá, e é preciso dizer “não” repetidas vezes para muitas pessoas.

Gabriel, o ilustre baby, se divertindo com o tio Ortega

Logo depois, fomos para a Plaza de la Revolución, um dos principais pontos turísticos de Havana. É lá que ficam os enormes rostos de Che Guevara e Camilo Cienfuegos, em frente ao Memorial José Martí.

à direita: Memorial José Martí; à esquerda: Che & Camilo

à direita: Memorial José Martí; à esquerda: Che & Camilo

O Memorial José Martí estava fechado, e decidimos voltar no dia seguinte para conhecer por dentro. Mas o dia ainda não havia terminado: ainda fomos até La Bodeguida del Medio, e depois jantamos no La Moneda Cubana, um paladar (nome dado aos restaurantes particulares, geralmente administrados por famílias) localizado no terraço de uma casa em uma pequena rua próxima à Plaza de la Catedral.

La Bodeguita del Medio & Plaza de la Catedral

La Bodeguita del Medio & Plaza de la Catedral

No dia seguinte, começamos o dia no Memorial José Martí, que é um pequeno museu, com uma vista sensacional da Plaza de la Revolución, e também da cidade de Havana.

o que é o que é um pontinho verde no meio das fotos?

o que é o que é um pontinho verde no meio das fotos?

De lá, seguimos para o Museo de la Revolución/Memorial Gramma. E, no trajeto, tivemos a alegria de circular em um autêntico taxi Lada! Uma gloriosa experiência.

quem fico feliz com mísseis? o/

quem fico feliz com mísseis? o/

Nosso almoço nesse dia foi em um mais um paladar, chamado Cabaña. Foi uma das melhores refeições que fizemos, não só porque a comida estava ótima, mas porque o ambiente é bem agradável. É pertinho da Plaza de las Armas, e tem comida boa com preço bem justo. Porque, gente, comida nos restaurantes cubanos é razoavelmente cara!!

E, lá pertinho, fica o Palacio de Artesanias, um lugarzinho recluso muito muito fofo, cheio de lojinhas para comprar camisetas e artesanatos cubanos. Dei muito mole de não ter comprado coisinhas nesse dia, porque depois me faltou oportunidade! kuén (#letíciafail)

58

E, como o nosso grupinho era formado por nerds de carteirinha, passamos boa parte da tarde em uma livraria do povo!

59

Compramos 7394890304 livros por, sei lá, R$20,00. A livraria escolhida chama El Ateneo, mas não se parece em nada com a famosa livraria argentina de mesmo nome. Essa El Ateneo que visitamos é uma autêntica livraria cubana para o povo, e os preços dos livros estavam em moeda nacional – quando fizemos a conversão, pagamos uma pechincha!

Passamos tanto tempo escolhendo os livros na El Ateneo que, quando vimos, já era hora de voltarmos ao hotel para nos prepararmos para o show dos integrantes do Buena Vista Social Club.

buena vista

e o Gabriel roubou a cena, é claro

Foi um jeito excelente de fechar nossos dias em Havana. Tanta gente fofinha cantando e dançando e aproveitando a vida e fazendo a gente feliz! Não tem nem como descrever. Ficamos em uma mesa privilegiada, bem em frente ao palco, e jantamos comida gostosa ouvindo músicas maravilhosas. Foi divertidíssimo!

Meliã Marina Varadero

Meliã Marina Varadero

No dia seguinte, seguimos viagem para Varadero. E, ao chegarmos no Meliã Marina Varadero, encontramos um resort novinho s-e-n-s-a-c-i-o-n-al com tudo incluído (sim, isso mesmo, sistema all inclusive), e na beira da praia. Basta dizer que eu engordei 1kg nesse resort pra vocês imaginarem o tanto que eu comi.

piscina & a necessaire da Holic Fashion!

piscina & a necessaire da Holic Fashion!

Em Varadero, nossa rotina era acordar, toma café, tomar sol, lanchar, tomar mais sol, almoçar, brincar na piscina, beber mojitos e piña colada na beira da piscina, lanchar, dormir, jantar, beber mais um pouco, dormir de novo, e repetir todas as etapas anteriores. Agora imagina a minha felicidade em passar 3 dias assim, sem pensar em dissertação, e sem nem sair do quarto com documento ou dinheiro – porque simplesmente não precisava!

varadero

O Meliã Marina Varadero conta com alguns restaurantes a la carte, para os quais é preciso fazer reserva, e eu provei a comida de dois: Don Peperoni (comida italiana, bom) e Bana (cozinha oriental, razoável). Honestamente, eu preferia a comida do buffet El Pilar (abundância!) e também do bar da piscina (o Habana). Não me levem a mal, tanto o Don Peperoni quanto o Bana são bons restaurantes, mas é que vinha muito pouca comida, e a gorda aqui logo ficava com fome (hihihi).

Imagem

feliz

happy-e1347193770653

aniversariantes do dia

Hoje seria aniversário de uma das grandes mentes que já passaram por esse mundo: Walt Disney!

DSC_0762

Walter Elias Disney nasceu no dia 05 de dezembro de 1901 em Chicago. Walt passou a maior parte da sua infância numa fazenda em Marceline, no estado do Missouri. Aos 16 anos, Walt começou a estudar arte; e, por não ter atingido a maioridade, necessária para entrar no Exército durante a Primeira Guerra Mundial, juntou-se à Cruz Vermelha, tendo passado um ano na França dirigindo ambulâncias da organização. Quando voltou aos EUA, matriculou-se na Escola de Artes de Kansas City. Depois, trabalhou em algumas agências publicitárias, tendo entrado, a seguir, para uma companhia cinematográfica, onde ajudava a fazer os cartazes de propaganda dos filmes.

Junto do irmão Roy e do amigo Ub Iwerks, Walt criou a produtora “Laugh-O-Gram”, animando contos de fadas, e exibindo os desenhos animados em um cinema local antes da projeção dos filmes. Em 1923, mudaram-se para Hollywood, onde contratou a distribuidora de filmes M.J. Wrinkler.

Depois de conseguir juntar dinheiro suficiente, comprar material, e contratar uma equipe a contento, Walt começou a fazer planos de uma série onde uma moça chamada Alice conviveria com personagens em cenário animado. Neste período, Walt conheceu sua futura esposa, Lillian Bounds Disney. Depois de Alice, Walt criou Oswald, um coelho que foi um grande sucesso. Por conta desse sucesso, era preciso reavaliar os contratos, e Walt foi para Nova Iorque.

Em NY, Walt foi surpreendido: o patrão para quem Walt desenhara Alice e Oswald roubou os seus personagens, a sua equipe de desenhistas, e todas as encomendas. Walt não desanimou, e enviou um telegrama à Roy dizendo que tudo ficaria bem e que não se preocupasse, pois ele já tinha em mente um personagem espetacular: Mickey Mouse.

"I only hope that we don't lose sight of one thing - that it all started with a mouse." - Walt Disney

“I only hope that we don’t lose sight of one thing – that it all started with a mouse.” – Walt Disney

No final da década de 1940, em uma viagem de negócios para Chicago, Walt rabiscou as suas primeiras ideias de um parque de diversões, onde os seus empregados poderiam se divertir com as suas famílias. Originalmente, Walt pensou em construir o parque em frente aos Estúdios Disney, mas sua ideia acabou se desenvolvendo e crescendo, dando origem à Disneyland, localizada em Anaheim, na Califórnia. Walt Disney passou 5 anos desenvolvendo a Disneyland e criou uma companhia subsidiária, a WED Enterprises, que deveria cuidar da produção e construção do parque. Um pequeno grupo de empregados dos Estúdios Disney se juntou ao projeto de desenvolvimento da Disneyland como engenheiros e planejadores, sendo apelidados de Imagineers (“imaginadores”).

Walt queria que a Disneyland fosse diferente de todas as coisas já vistas no mundo, e também queria que o parque tivesse um trem. No dia 17 de julho de 1955, aconteceu um preview ao vivo na tevê do que seria a Disneyland. Walt fez um pronunciamento, e disse:

 To all who come to this happy place; welcome. Disneyland is your land. Here age relives fond memories of the past …. and here youth may savor the challenge and promise of the future. Disneyland is dedicated to the ideals, the dreams and the hard facts that have created America … with the hope that it will be a source of joy and inspiration to all the world.

Já no início da década de 1960, o império da Disney já era um enorme sucesso, e a Walt Disney Productions já era a maior produtora de entretenimento familiar do mundo. Depois de tentar por algumas décadas, Walt conseguiu os direitos para transformar em filmes os livros de P.L. Traver sobre uma babá mágica, lançando Mary Poppins em 1964, e alcançando um sucesso nunca antes visto pela Disney.

No final do ano de 1965, Walt Disney anunciou os seus planos de desenvolver outra área temática de entretenimento, chamada Disney World, próximo à cidade de Orlando, na Flórida. Na Disney World, seria construído o Magic Kingdom, um parque temático maior e mais elaborado do que a Disneyland. Além do Magic Kingdom (que seria inaugurado apenas em 1971), campos de golfe e hotéis tipo resorts seriam construídos. No entanto, o coração da Disney World seria o Protótipo Experimental da Comunidade do Amanhã (Experimental Prototype Community of Tomorrow), conhecido como EPCOT (inaugurado em 1982).

Walt Disney morreu vítima de câncer de pulmão em Los Angeles no dia 15 de dezembro de 1966, dez dias após o seu aniversário. Walt transformou-se numa lenda por ter criado, junto da sua equipe, um universo que é referência para sucessivas gerações. Walt Disney era um visionário que acreditava na força dos sonhos, e estimulava a curiosidade por ter certeza de que ela leva à novos caminhos.

42b

Walt, tudo fez mais sentido pra mim quando descobri, há anos atrás, que compartilhávamos essa data. Um dia eu ainda passo esse nosso dia em um dos parques que você criou, e vou honrar esse dia, comemorando por nós dois.